sábado, 22 de setembro de 2012

Agenda 21 Local (R)

Fez há pouco tempo dez anos que registei a Marca Nacional "Agenda 21 Local". Fi-lo porque, à época. havia empresas e universidades que, garbosamente, andavam a vender às câmaras municipais deste pobre país "Agendas Locais 21", sob a forma de Planos Municipais de Ambiente. Nunca concordei com isso, nem tampouco com a visão estreita e redutora que então se dava, e continuou por muitos anos afora a dar-se, às tais "Agendas Locais 21". Assumi publicamente, por várias vezes, a minha discordância, nomeadamente na Assembleia Municipal de Alcobaça, nos idos de 1997. Tudo entretanto mudou e tudo entretanto se esqueceu, como é próprio da natureza humana. Só que eu não esqueço facilmente as coisas. Nunca foi o dinheiro que me moveu: jamais me passou sequer pela cabeça processar judicialmente aqueles que, fraudulentamente é certo, (ab)usaram neste pobre e incauto país da marca que eu legalmente registei, e que pormenorizadamente descrevi, pois era outro o "produto que se oferecia", ao invés do puro e simples "negócio local do ambiente", generosamente patrocinado pelas "elites" corporativas de jaez diverso, e ciosamente acolhido pela gendarmerie ambiental nascente. As acções ficam com quem as toma e eu, felizmente, tenho a consciência absolutamente tranquila pois jamais participei na distorção dos princípios da Agenda 21 emanados da CNUAD em Junho de 1992, estava eu precisamente lá, no Rio de Janeiro! E também posso dizer-vos que  jamais auferi um cêntimo que fosse pelo facto de ter registado no INPI esta marca que tanto me marcou... A vida é, todavia, mesmo assim, e graças a Deus que o Sol continua todos os dias a brilhar amplamente no céu e a nascer, a Oriente. Ao menos que possamos ser felizes, mesmo quando sentimos que estamos sós. Porque, na verdade, se quisermos, nunca havemos de estar sós! Um abraço de amizade e de boas-vindas para todos, e um óptimo ano lectivo 2012/2013!